Dois homens são assassinados com vários tiros no bairro Caseb

Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade

O bairro do Caseb registrou mais um duplo homicídio em um período de 13 dias. No dia 31 de outubro, na Rua Jordândia, 2 homens foram assassinados por disparos de arma de fogo e na tarde desta quinta-feira (12), as vítimas foram identificadas por familiares como Leonardo Barbosa da Cruz, de 27 anos e Jakson Felipe Almeida de Jesus.

O crime aconteceu por volta das 15h30 na Rua Ribeirão Preto e os dois homens estavam em um estabelecimento que vende frango, quando foram assassinados.

Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade

Familiares informaram que Leonardo e Jakson Felipe moravam no bairro Conceição, sendo que Jakson residia na Rua José Américo. As vítimas foram perseguidas pelos atiradores e Jackson, ao ouvir os disparos, chegou a correr, mas foi morto na Rua Joaquim Pedra Branca, rua lateral com a Rua Ribeirão Preto.

Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade

O delegado Fabrício Linard, da 2ª Delegacia, efetuou os levantamentos cadavéricos juntamente com peritos e policiais civis. Ele declarou que os atiradores estavam em um veículo Ônix de cor preta e que pelas características do crime, a maneira como as vítimas foram perseguidas e alcançadas pelos tiros, os dois homens eram alvos dos assassinos.

“Comparecemos com a equipe da Delegacia de Homicídios ao local, após a informação que surgiu deste duplo homicídio e lá constatamos que as duas vítimas estavam defronte a um bar que fica na esquina da Rua Ribeirão Preto e indivíduos em um Ônix preto, provavelmente, três ou quatro, tendo dois deles, descido, efetuaram diversos disparos de arma de fogo, contra as duas vítimas que morreram no local”, afirmou.

Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade

De acordo com o delegado, foram utilizadas pistolas calibre 380, e várias capsulas foram recuperadas no local. Populares informaram à polícia que um dos homens mortos trabalhava como maqueiro do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) e o outro era motorista de aplicativo. Ele salientou que a polícia não identificou oficialmente nenhuma das vítimas.

“O maqueiro seria Leonardo e a outra vítima é Jckson Felipe Almeida de Jesus,Jackson fazia transporte por aplicativo utilizando um carro alugado. Pela forma que ocorreu o fato e até por sistema de câmeras que já coletamos, acreditamos que os dois eram alvos e a características dos disparos, a forma como aconteceu a perseguição foi contra os dois. Eles eram alvo desse homicídio que se consumou. Quanto ao veículo usado por Jakson, estamos em busca das chaves, já que não estava em poder da vítima. Vamos procurar essas chaves para ver e há algum documento, algum item no veículo que talvez se relacione com a morte dos dois”, declarou.

Fabrício Linard acrescentou também que através das imagens das câmeras de segurança, é possível ver que o veículo Ônix passa pelas vítimas por uma primeira vez, faz a volta e neste retorno os assassinos já descem e deflagram os tiros.

 

“Não há a identificação oficial e foi passada a informação de que um deles saiu do presídio há pouco tempo. Mas, não souberam informar por qual motivo estava preso”, frisou.

Sobre o alto número de homicídios na cidade, o delegado comentou que a Polícia Civil vem fazendo o trabalho de identificação das autorias e o objetivo é junto com a Polícia Militar estancar a sangria dos crimes ocorridos em Feira de Santana.

Com informações do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui